Revista Expressão Católica Janeiro-Junho 2012, V. 01, N. 01

Revista FCRS
Editorial

O lançamento da Revista Expressão Católica é a concretização de um grande sonho do fundador da nossa Faculdade e dos que, de uma maneira ou de outra, colaboraram e colaboram com o engrandecimento acadêmico e institucional da Faculdade Católica Rainha do Sertão, a Católica de Quixadá.

As interpelações e as questões de natureza acadêmica aqui elencadas são fruto da observação que inspirou a verve científica de nossos discentes e docentes na produção do primeiro número. Os textos enviados espontaneamente pelos autores alimentam a esperança da continuidade.

Nesta edição, os pesquisadores apresentam um leque de abordagens, em que são contemplados os conhecimentos pertinentes às diversas áreas do saber explorados pelos Cursos da Católica. Os artigos são, a partir do sadio pluralismo de percepções, um contributo ao desenvolvimento, pois emuladores da produção científica focada na realidade local e regional.

Os mais variados assuntos são tratados: a busca da identidade da juventude local, a saúde da mulher e as questões de família, os efeitos da Educação Física na escola, a qualidade de vida, numa visão humanista, a visão e a contribuição de Santo Agostinho à Filosofia Cristã, o Acordo celebrado entre a Santa Sé e a República Federativa do Brasil, sobre o estatuto jurídico da Igreja Católica, dentre outros de suma importância.

Os conteúdos abordados remetem nossa inteligência aos problemas estruturais da Região e aos seus reflexos no cotidiano da sociedade nas suas diversas dimensões ou extratos sociais.

Nesse sentido, a Revista Expressão Católica é mais um dos itens que exterioriza o objetivo de nossa Faculdade: estimular a reflexão acadêmica que conduza à investigação científica, mas que também contribua para a melhoria da qualidade de vida e para o desenvolvimento sustentável do Município de Quixadá e do Sertão Central do Estado do Ceará.

Esperamos, portanto, que a Revista Expressão Católica, ora lançada, consolide-se como um “farol” a iluminar os mais que necessários debates, tanto internos quanto externos à nossa Faculdade.

Agradeço, penhorado, aos autores dos artigos publicados nesta edição histórica e conclamo a comunidade acadêmica e os pensadores do Sertão Central a unirmos esforços neste projeto de cidadania para, compartilhando ideias e saberes, construirmos um mundo melhor.

 

Manoel Messias de Sousa
Diretor Geral